top of page

Área Montalverne, no Piratininga, recebe títulos de propriedade


A Secretaria de Habitação da Prefeitura de Osasco entregou segunda-feira, 06/03, na Emeief Saad Bechara, 46 títulos de propriedade a famílias da área Montalverne, no Jardim Piratininga, zona Norte da cidade. O prefeito Rogério Lins, o secretário da Pasta, Pedro Sotero, o deputado estadual eleito Gerson Pessoa, e os secretários de Assistência Social, José Carlos Vido, e Sérgio Di Nizo (Governo) participaram da cerimônia.

“Esse título traz segurança às famílias e seus herdeiros, porque ninguém mais poderá mexer no que elas levaram anos para conquistar. Em nosso governo, queremos deixar mais esse legado como a Administração que mais entregou títulos de regularização na história da cidade”, disse o prefeito.

O chefe do Executivo também informou aos presentes algumas as ações de governo naquela região. “Entregamos um campo de futebol (com gramado sintético), área de lazer e projetos sociais no Flamenguinho. O local não tinha nem ligação de água e reunia, por essa razão, um alto índice de crianças com virose. Mudamos essa realidade. A iluminação era antiga e trocamos por lâmpadas de led. Também recapeamos a maioria das ruas. Aqui perto também fizemos a creche Mundo da Criança (a maior do Brasil, com 1.300 vagas) e, em breve, entregaremos o Hospital da Criança e da Mulher (no próprio Jardim Piratininga). Na área da Educação, entregaremos mais de 20 mil tablets para as crianças do 3º, 4º e 5º anos (ensino fundamental), com acesso à internet. Elas poderão levar para casa e fazer pesquisas e trabalhos escolares. Sabemos que muito ainda há para ser feito e vamos continuar trabalhando para melhorar cada dia mais a vida dos nossos munícipes”.

As donas de casa Vera Lúcia Ferreira Nascimento, 64 anos, e Francisca Lima da Silva Gomes, 58, são algumas das beneficiadas. Elas foram as primeiras a se mudarem para o loteamento (uma área particular cujos terrenos foram vendidos em desacordo com a legislação municipal, o que resultou em ação do Ministério Público) e há mais de 20 anos aguardavam a regularização.

“Fui uma das primeiras a comprar. A gente ficava apreensiva, mas agora estou muito feliz e aliviada”, disse Vera Lúcia. “É uma vitória. É como se ganhasse um prêmio. A maior herança de uma mulher é ter a casa própria e dar um teto para seus filhos”, completou, emocionada, Francisca, que estava acompanhada do marido, Evaldo Gomes, 56.

No sábado, 4/3, a Prefeitura já havia entregado 596 títulos de regularização a famílias do Colinas D’Oeste, e, três dias antes, outros 250 a moradores dos loteamentos do Morro do Sabão e Vila União.




2 visualizações

Comments


bottom of page