top of page

Adhemar de Campos e Paulo César Baruk em “Amigo de Deus”




A canção “Amigo de Deus”, um clássico da música cristã, de autoria de Adhemar de Campos e Kleber Ferraz, volta a ser destaque no cenário musical em uma nova versão que conta com a participação primorosa do amigo Paulo César Baruk. A canção, que sai pela gravadora Uni Records, integra o projeto especial, intitulado “70 Anos de Adhemar de Campos”. Adhemar explica que esse trabalho é a celebração da vida que recebeu de Cristo, transformada em música e poesia: “Além de ter minha família, que me completa totalmente, pude contar com a participação mais que especial de Paulo César Baruk, Nívea Soares, Eli Soares, dos meus filhos Rodrigo e Mariana e do time de músicos e vocalistas que enriqueceram em muito o projeto.





Adhemar de Campos é pastor, cantor, músico e compositor, um dos mais notórios ministros de louvor e adoração do Brasil, cuja história se confunde com a da música evangélica brasileira. Com mais de 50 anos de vida com Cristo, suas obras ajudam milhares de pessoas a vivenciarem a presença de Deus de modo íntimo e profundo. Seu primeiro trabalho, “Mil Razões”, foi gravado em 1985; em 1987, foi pioneiro na gravação ao vivo de músicas cristãs com o álbum “Testemunho de Louvor”.





Ele conta que a canção “Amigo de Deus” nasceu em 1995 no coração dele e do Kleber Ferraz em uma experiência marcante e inesquecível durante um ensaio e que, “ao longo dos anos, tornou-se conhecida e cantada nas igrejas. Ela segue abençoando milhares de pessoas. Agora, todos podem ouvi-la nesse lindo projeto, no qual tive o privilégio da participação do meu amigo Paulo César Baruk. Desfrute!”.

Adhemar de Campos e Paulo César Baruk são amigos há vinte anos, “um amigo muito próximo do coração, tipo um irmão mais novo”. Ele fala com carinho da admirável disponibilidade que “o amigo Baruk tem para servir e abençoar, além do talento musical de nível elevadíssimo e inspirador reconhecido mundialmente. As versões anteriores são maravilhosas, têm identidade própria, mas nesta havia uma atmosfera de amor indescritível. Certamente, um dos momentos mais marcantes durante a gravação”.

Adhemar frisa que este single tem um significado muito forte: “O assunto amizade com Deus é inexplicável. Aparentemente, algo improvável, no entanto, tão real e palpável. Significa muito ser amigo de alguém que nos ama tanto, que preenche todos os vazios, que você é levado a espalhar amor por todo o mundo.

Ele diz que seu maior desafio e sua maior gratificação em fazer a obra de Deus por meio das suas canções nesses 70 anos de idade é “crescer no conhecimento de Deus e da Sua Palavra e manter o foco em Cristo rigidamente. Não há alegria maior do que ver alguém liberto, transformado. Sou grandemente abençoado ao vivenciar isso em todos esses anos. E se eu pudesse definir meu ministério em uma frase, seria: ‘uma poderosa conversão a Cristo, às Escrituras Sagradas e à música divina’”.

Com alegria, o cantor relembra os momentos nos bastidores do projeto: “Apesar da inevitável ansiedade que antecede uma gravação, foi muito especial notar que todos os técnicos e organizadores envolvidos estavam entrosados, foram extremamente competentes e somaram muito para o resultado positivo do projeto.

Adhemar é o idealizador do seminário Reciclando a Visão, fundador da Associação dos Músicos Cristãos do Brasil (AMC) e autor de vários livros, como “O poder da música a serviço da adoração”, “Adoração, um estilo de vida” e “O que a Igreja deve cantar”. Atuante na igreja-sede da Comunidade da Graça, em Vila Carrão, São Paulo (SP), Adhemar é autor de aproximadamente 1.000 canções e versionista de mais de 100 músicas de origem norte-americanas e línguas hispânicas de cantores como Don Moen, Ron Kenoly, Bob Fitts, Paul Wilbur (Estados Unidos), Marcos Witt (México/Estados Unidos) e Jorge Lozano (Argentina). O fato de o padre Marcelo Rossi ter regravado a canção “Nosso General”, 2002, mostra que a influência de Adhemar de Campos extrapola as fronteiras do cenário musical evangélico.

Com seu ministério e suas canções, ele influenciou gerações com composições atemporais que seguem tocando corações e compartilhando valores de uma vida cristã genuína. Ele deixa uma mensagem especial ao público: “A canção ‘Amigo de Deus’ resume bem o que tem sido minha trajetória nesses 70 anos de vida. Deus me encontrou e eu encontrei o amor que me mantém vivo, feliz e realizado, disposto a espalhar o bom perfume de Cristo por toda a minha vida. Acredite, ‘não existe nada melhor do que ser amigo de Deus, caminhar seguro na luz, desfrutar do seu amor [...] E assim perceber a grandeza do poder, de Jesus, meu bom pastor’. Entregue-se a Jesus, viva com Ele e seja feliz!


Assista no YouTube ao videoclipe da canção “Amigo de Deus”: https://youtu.be/tLO8Sqkccj4




Ouça a canção “Amigo de Deus” via streaming: http://ada.lnk.to/AmigodeDeus

14 visualizações
bottom of page