top of page

Bancada feminina avalia positivamente atuação no Legislativo osasquense

Vereadoras exercem funções de destaque e seguem incentivando participação feminina na política

A bancada feminina da Câmara Municipal de Osasco tem motivos de sobra para comemorar. Tanto que a avaliação do trabalho no primeiro semestre de 2021 foi bastante positiva, uma vez que as cinco parlamentares têm conquistado espaços importantes no parlamento osasquense. Em 59 anos de história, a cidade de Osasco nunca teve uma bancada feminina tão numerosa. Ao todo, são cinco vereadoras, todas exercendo funções de destaque na Mesa Diretora e junto aos públicos que representam. No exercício de seu terceiro mandato, a vereadora Ana Paula Rossi (PL) desempenha duas funções de suma importância na Casa: é a líder do prefeito Rogério Lins (PODE) no Legislativo e Procuradora Especial da Mulher da Câmara de Osasco. A sugestão para que Ana Paula fosse Líder do Governo na Câmara partiu do presidente Ribamar Silva (PSD), cuja gestão tem sido pautada pela abertura de espaços de atuação para as mulheres na Casa. Uma das conquistas obtidas na gestão de Ribamar foi justamente a reativação da Procuradoria Especial da Mulher – órgão do Legislativo que atua em conjunto com entidades parceiras na luta contra a violência feminina. O presidente Ribamar Silva destaca as políticas de valorização feminina implantadas na Câmara de Osasco como de suma importância. "As mulheres conquistaram seus espaços, mas ainda há muito que fazer para reconhecer a atuação e a luta femininas. No que depender de mim, as mulheres sempre terão o merecido lugar, seja aqui na Câmara ou em qualquer outro espaço que eu puder fazer com que a força feminina seja reconhecida”, disse Ribamar. Outra vereadora com atuação de destaque em Osasco é Lúcia da Saúde (PODE), que está no segundo mandato. Além do trabalho social na área da saúde, a parlamentar tem trabalhado na formulação de políticas públicas de proteção às crianças e aos idosos. A atuação de Lúcia a credenciou para presidir a Comissão Permanente da Criança, do Adolescente, da Juventude e da Mulher. ACOLHIMENTO Vereadora no primeiro mandato, Elsa Oliveira (PODE) também ocupa lugar de destaque na Casa, onde exerce a presidência da Comissão Permanente de Economia e Finanças, pela qual passam todos os projetos que envolverão gastos do erário público. Elsa elogiou o acolhimento dado à bancada feminina pelos demais parlamentares e frisou o trabalho pela discussão dos projetos em favor das mulheres. “A gente foi muito bem recebida e as nossas pautas têm sido discutidas de uma maneira muito respeitosa”, afirmou. A parlamentar cumprimentou o Legislativo, na pessoa do presidente Ribamar Silva que, segundo ela, está de parabéns pela condução dos trabalhos. Outras vereadoras novatas que exercem funções importantes na Casa são Cristiane Celegato (REP) e Juliana da AtivOz (PSOL). Desde que chegou à Câmara, Cristiane Celegato sempre destacou a receptividade dos servidores e vereadores. A vereadora foi eleita para comandar a Segunda Secretaria da Mesa Diretora para o biênio 2021-2022. Já a vereadora Juliana da AtivOz é a representante do primeiro mandato coletivo da história do Legislativo osasquense e tem pautado seu trabalho nas lutas das minorias. Em relação à participação feminina na Câmara, Juliana enfatiza a visão que as cinco vereadoras têm sobre o tema. “As cinco são extremamente participativas. É importante ter esse olhar conjunto e a gente vai focar nisso para o trabalho futuro”, concluiu.


9 visualizações

Comments


bottom of page