top of page

Câmara de Osasco aprova projeto que combate prática do etarismo



Proposta do presidente Carmônio Bastos segue para sanção do Executivo

A cidade de Osasco poderá ganhar uma data dedicada à conscientização e combate ao etarismo – prática de discriminação à idade das pessoas. É que a Câmara aprovou, nesta quinta-feira (17), um projeto de lei do presidente Carmônio Bastos (Podemos) que institui o Dia Municipal de Combate ao Etarismo. O Plenário aprovou o texto por unanimidade e agora ele segue para a análise do prefeito Rogério Lins (Podemos), que tem poder de transformar o projeto em lei. Nas redes sociais, Carmônio Bastos destacou a importância de políticas públicas de combate à discriminação por idade. “Ninguém deve ser ofendido, humilhado ou desrespeitado por conta da sua idade. Não importa se é jovem, adulto ou idoso”, escreveu. De acordo com Bastos, é preciso combater o etarismo com “conscientização e ações de valorização e respeito às pessoas de todas as idades”.

Segurança pública Ainda na Sessão desta quinta-feira, os vereadores aprovaram seis moções e acolheram veto do prefeito ao projeto que institui, em Osasco, o Sistema Colaborativo de Segurança e Monitoramento, com a integração de câmeras particulares e as instaladas em próprios públicos ao Centro de Operações Integradas (COI). O autor da proposta, vereador Josias da Juco (PSD), explicou que o texto foi vetado porque necessita de ajustes. “A gente precisa definir algumas regras para não entrar em conflito com o decreto que está em vigor, que trata desse mesmo assunto”. Após reunião com representantes da Prefeitura, o parlamentar deve apresentar novo projeto sobre o tema, com as devidas adequações.

8 visualizações

Comments


bottom of page