top of page

Câmara enfatiza importância do Projeto Começar para Osasco



Plenário aprova Moção de Aplauso pelos serviços prestados à população

A Câmara de Osasco aprovou, nesta terça-feira (2), Moção de Aplauso ao Projeto Começar, pelos serviços prestados à população do município. A votação do documento gerou repercussão entre os parlamentares, que destacaram a importância do programa como instrumento de geração de emprego e renda.

De iniciativa do vereador Laércio Mendonça (PSD), a Moção 66/2024 ressalta os “excelentes serviços prestados à população osasquense”.

O Programa Começar é voltado às pessoas em situação de vulnerabilidade social, como população de rua, mulheres trans, vítimas de violência doméstica, jovens afrodescendentes com mais de 18 anos, imigrantes e refugiados. Desde o final de 2023, também contempla pessoas com mais de 60 anos por meio do Programa Começar 60+, cuja origem é o Programa Idoso Ativo, fruto da Indicação 891/2022 do vereador Carmônio Bastos (PODE).

Os assistidos pelo programa recebem bolsa no valor de R$ 800 e participam de atividades de capacitação profissional. Além disso, desempenham funções laborais no setor público e, semanalmente, participam de cursos de aprimoramento profissional.

“Esses beneficiários fazem a diferença em nossa cidade. Esse programa trouxe uma nova perspectiva de vida, porque oferece oportunidade e garantia de alimento a essas famílias”, explica Laércio Mendonça.

O vereador Josias da Juco (PSD) parabenizou o colega pela moção e destacou que as pessoas que passam pelo programa têm as vidas transformadas. “Está abrindo portas de emprego e as pessoas qualificadas estão saindo para outras empresas. Sem dúvida nenhuma, quem ganha é a cidade de Osasco”.

A vereadora Elsa Oliveira (PODE) falou sobre o cuidado do programa com transgêneros e travestis. “Estivemos na entrega de certificados e tive oportunidade de conversar com esse grupo. Elas me diziam o quanto estão felizes por essa oportunidade. Hoje o programa abriu as portas para elas saírem das ruas, das esquinas. Elas não estão lá porque querem”, ressaltou.

Uma equipe de colaboradores da Secretaria Municipal de Emprego, Trabalho e Renda (Setre), pasta responsável pela criação e execução do programa, recebeu a moção em plenário, representando o secretário Gelso de Lima e o secretário-adjunto, Tadeu Neves.

48 visualizações

Comments


bottom of page