top of page

Câmara Municipal recebeu o Troféu Emancipadores das mãos do presidente da Ordem dos Emancipadores



Sessão Solene homenageia os 61 anos de Emancipação de Osasco

A terça-feira (07) começou de maneira especial na Câmara Municipal com a realização de uma Sessão Solene em homenagem aos 61 anos de emancipação de Osasco. Sessão que contou com a presença da maioria dos parlamentares, com a vice-prefeita, Ana Maria Rossi, secretários municipais e representantes da Ordem dos Emancipadores.

Sebastião Bognar, um dos maiores entusiastas da história de Osasco e do trabalho dos emancipadores, abriu a Sessão Solene contando na tribuna a história do movimento pela Emancipação, ressaltando o trabalho de homens e mulheres que lutaram para tornar o bairro de Osasco independente de São Paulo.

“Essa Sessão em especial é um reconhecimento a todos vocês que trabalharam para fazer do bairro de Osasco a cidade de Osasco”, comentou Bognar.

Presidente honorário da Ordem dos Emancipadores, José Geraldo Setter, agradeceu a realização do evento. “Temos esse evento como reconhecimento a um movimento que começou lá na década de 50. É um reconhecimento ao nosso trabalho que resultou nessa cidade próspera e que nos orgulha muito”, comentou Setter, agradecendo o reconhecimento e a homenagem.

Lázaro Antônio Suave, presidente da Ordem aproveitou a oportunidade para parabenizar todas as mulheres pelo mês em homenagem às mulheres. Falou um pouco sobre seu discurso feito no dia 19 de fevereiro no ato oficial de aniversário da emancipação lembrando a briga do sim e do não pela emancipação. “Vocês falam que hoje tem polarização? Vocês não imaginam o que foi a briga pela emancipação”, contou Suave.

“Eram muitas brigas e em momento nenhum deixamos de lado nossa honra. Hoje, a cada momento estamos escrevendo a nossa história e procuramos fazer a melhor história possível. Já disse que daqui a 50 anos seremos lembrados por esses momentos e não podemos esquecê-los”, disse o presidente da Ordem.

“Nosso grande legado e força é o povo osasquense. O sonho de transformar essa cidade foi quase um pesadelo, quando ganhamos ficamos sem nada. O prefeito assumiu e foram retirados todos os serviços da cidade. O que vivemos hoje é um sonho de estar ocupando o segundo PIB do estado e sétimo do país. Olha o tamanho da responsabilidade que nós emancipadores tivemos lá atrás”, finalizou Lázaro Suave ao contar as ações que a Ordem realiza atualmente na cidade.

A Sessão Solene também foi o momento que a Ordem dos Emancipadores deu para a Câmara Municipal o Troféu da Ordem dos Emancipadores criado em 2022 e que é inspirado em uma obra concebida por Elifas Andreato, na ocasião do 25º aniversário da emancipação de Osasco localizada em frente ao Fundo Municipal de Solidariedade, na Av. Lázaro de Mello Brandão, 300. O Prêmio foi entregue a Carmônio Bastos e Ribamar Silva.

Rogério Santos (MDB), presidente da Frente Parlamentar Nossa História, agradeceu por ter sido escolhido para falar em nome de todos os vereadores durante a solenidade e reforçou a importância de servidores, secretários municipais e a Ordem dos Emancipadores. Saudou especialmente o amigo e considerado mestre, Sebastião Bognar pelo incansável trabalho pela valorização da história de Osasco.

“Nós não podemos nos furtar a responsabilidade de dar nossas respostas quando a vida nos convoca. É assim a cada dia de nossa história de nossa vida. Quando a vida nos convoca não podemos adiar, deixar para amanhã. Uma sociedade é construída por pessoas que dão a resposta quando a vida os convoca. Responder uma convocação é um dever que nós temos. Não podemos deixar para depois”, afirmou Santos ao explicar que homens e mulheres não deixaram de responder à convocação da vida naquele momento. “Eu nasci na cidade de Osasco e sou grato aos emancipadores, a Deus, porque Osasco é Osasco por conta dos emancipadores que deram a resposta à convocação da vida no momento exato”, declarou Santos.

Rogério Santos assume como deputado estadual na Assembleia Legislativa na próxima quarta-feira (15) e terá sua última participação como vereador na terça-feira (14). O parlamentar se comprometeu a continuar trabalhando pela cidade de Osasco. Fazendo uma solicitação aos parlamentares que continuem apoiando os emancipadores. “Precisamos criar subsídios legais, jurídicos, para que os poderes possam dar suporte à ordem”.

Ana Maria Rossi, no uso da palavra, contou sobre a sua participação nos movimentos emancipacionistas. “Eu participei e nunca pensei que meu marido seria candidato a prefeito, eu era uma menina, operária em uma fábrica de fósforos, eu faço parte dessa história. Eu tinha 25 anos, eu fui aprendendo com o tempo, com o dia a dia. Eu também nunca pensei em ser vice-prefeita. Há 50 anos eu faço parte da vida pública de Osasco”, comentou Ana Maria, que chegou em Osasco em 1951.

Carmônio Bastos expressou sua gratidão a todos os emancipadores e falou sobre o significado da cidade. “Osasco se nega a ser pequena, ser coadjuvante, vivemos em uma cidade predestinada a ser grande, tudo graças a esses senhores e senhoras que lutaram para que Osasco brilhe, como diz o hino. Somos modelo de gestão e de cidade para o mundo. Minha gratidão a todos os emancipadores”, afirmou Carmônio Bastos finalizando a Sessão Solene especial. “Sem vocês nada disso seria possível e nós não estaríamos aqui”.

4 visualizações

Comentarios


bottom of page