top of page

Cantora e pastora Ludmila Ferber morre aos 56 anos

Ela tratava um câncer de pulmão desde 2018.



A cantora gospel Ludmila Ferber morreu, aos 56 anos, na noite da última quarta-feira (26/1). A informação é da revista Quem. Ela tratava um câncer de pulmão desde 2018.

Na época que compartilhou sobre a doença, a cantora contou que iniciava o tratamento de quimioterapia, mas afirmou estar positiva. "Ainda que o ritmo de viagens para ministrações diminua durante um tempo, meu ministério não parou. E nem vai parar”, disse a pastora.

O último post dela no Instagram, onde tem mais de 2 milhões de seguidores, foi na segunda-feira (24), citando sua canção "Buscar Tua Face é Preciso". “Quando tudo parece estranho ao redor / Buscar tua face é preciso, Deus / Quando a gente não sabe o que está ocorrendo / Buscar tua face é preciso, Deus”, escreveu na legenda.

Ludmila, que foi casada de 1987 a 2014 com José Antônio Lino, deixa as três filhas do ex-casal: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.


Trajetória

Ludmila Ferber nasceu no Rio de Janeiro. Sempre amou as artes. A primeira composição foi escrita aos oito anos. Ela estudou canto, violão e até teatro. Ingressou na faculdade de pedagogia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), transferiu-se para letras. No entanto, não concluiu a graduação. Afinal, queria viver de música.

Aos 20 anos, converteu-se ao Cristianismo em um pequeno grupo em Niterói (RJ). Desde então, construiu sua vida dentro da igreja. Seu álbum “Marcas”, lançado em 1996, foi o começo de uma estrada que dura mais de 20 anos.

Seus maiores sucessos incluem “Sonhos de Deus”, “Sopra Espírito”, “Ouço Deus me Chamar” e “Nunca pare de lutar”. Este último também é o título de seu livro, que foi lançado, em 2013, pela editora Thomas Nelson Brasil.

Durante a luta contra o câncer de pulmão, Ludmila lançou seu primeiro álbum em 5 anos, “Um Novo Começo”.


15 visualizações

留言


bottom of page