top of page

Carmônio celebra maior atenção aos idosos de Osasco



Câmara Municipal aprovou alteração no pictograma que simboliza os idosos em placas e vagas de estacionamento. Além deste projeto, Carmônio é autor do Auxílio Melhor Idade e do Programa Idoso Ativo


Da Redação


Presidente da Câmara Municipal de Osasco, Carmônio Bastos (Pode) vê 2023 como um marco na história dos idosos da cidade. Uma série de medidas de sua autoria foram implantadas em favor das pessoas com 60 anos ou mais. A última delas, aprovada em segunda votação nesta quinta-feira (19), determina alteração no pictograma utilizado em placas e estacionamentos para simbolizar os idosos.


A alteração proposta por Carmônio que segue para sanção do prefeito Rogério Lins (Pode) atende à Resolução do Contran 965/22. Com isso, as placas com idosos aparentando fragilidade e andando com a ajuda de uma bengala serão substituídas por uma pessoa em posição ereta, com a inscrição 60+.


“A sociedade precisa mudar a maneira como enxerga os idosos. É preconceituosa a imagem de que uma pessoa com 60 anos ou mais seja frágil e que precisa de uma bengala para se locomover. Com a aprovação deste projeto vamos representar os idosos como eles realmente são”, comemorou Carmônio.


A mudança do pictograma nas placas em Osasco é apenas mais uma ação do vereador Carmônio em favor dos idosos. O presidente da Casa também é autor da Lei 5.240/2023 que criou o Auxílio Melhor Idade para os ex-servidores aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência do Município de Osasco (IPMO). Quase 5 mil pessoas recebem mensalmente benefício entre R$585 e R$700.


Além disso, no início de outubro, a Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda anunciou a incorporação do Programa Idoso Ativo, idealizado por Carmônio, no Programa Começar. Ao todo, 60 idosos serão selecionados para trabalhar na Prefeitura e na Câmara Municipal. Eles participarão do programa por oito meses com bolsa-auxílio de R$800, vale-transporte (para distâncias acima de 3 km) e 15% do valor da bolsa para vale-alimentação e carga horária de quatro horas por dia.


“Estamos dando aos idosos a atenção e respeito que eles merecem. Quem chega a essa fase da vida tem muitos serviços prestados à sociedade, então, nada mais justo que retribuirmos”, finalizou o presidente da Câmara.

Comments


bottom of page