top of page

Carmônio indica M-CHAT para identificação precoce de autismo



Por meio de Moção de Apelo, o presidente da Câmara de Osasco solicitou ao Executivo adoção obrigatória do questionário para identificação de TEA em crianças de 16 a 30 meses de vida

Na primeira sessão ordinária da Câmara Municipal de Osasco após o Dia Internacional de Conscientização do Autismo, celebrado no último dia 2, o presidente da Casa Carmônio Bastos (Podemos) apresentou a Moção de Apelo 102/2023 para implantação do questionário M-CHAT nas redes pública e privada de saúde. Criado por pesquisadores nos Estados Unidos, o questionário permite a identificação precoce de Transtorno do Espectro Autista (TEA) em crianças entre 16 a 30 meses de vida.

Autor da indicação, Carmônio apontou a detecção precoce como a maneira ideal de melhorar o tratamento e resultados obtidos em longo prazo com crianças autistas. “O M-CHAT é uma ferramenta confiável para identificar o risco de TEA em crianças em idade precoce, permitindo intervenção precoce e informações úteis para o desenvolvimento das crianças”, escreveu ele na justificativa da Moção encaminhada ao Executivo.

Aprovada em plenário, a Moção de Apelo será encaminhada ao prefeito Rogério Lins (Podemos). Caberá a ele, em conjunto com sua equipe técnica, decidir pela adoção do questionário M-CHAT que, de acordo com a solicitação de Carmônio deverá ser implantada em todas as unidades de saúde de Osasco, sejam ela públicas ou privadas.

Ao longo de seu mandato, Carmônio Bastos tem demonstrado preocupação com a saúde de crianças. O parlamentar também já solicitou ao Executivo a inclusão do exame de ecocardiograma fetal no rol de exames obrigatórios oferecidos na rede municipal de saúde. O exame é essencial para identificar problemas cardíacos nos fetos durante o período gestacional, agilizando o tratamento e reduzindo a mortalidade infantil. Por New Times Comunicação CRÉDITO PARA FOTOS: Divulgação

48 visualizações
bottom of page