http://www.gazetaevangelica.com/googlefaae1f9cd3a61287.html http://www.gazetaevangelica.com/googlefaae1f9cd3a61287.html

Com ações solidárias, Mandela tem centenário celebrado


A Fundação Mandela, por exemplo, anunciou que contribuirá para a construção de 100 casas

Eventos de todo tipo, desde campanhas de doação de cobertores à construção de casas para os pobres, passando por concertos e exposições, são realizados na África do Sul em homenagem a Nelson Mandela nesta quarta-feira (18), dia em que o líder da luta contra o apartheid teria completado 100 anos.

Apesar do cunho político do principal ato do dia, que será realizado na província do Cabo (região natal de Mandela), liderado pelo presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, as iniciativas solidárias e as pequenas homenagens se multiplicam por todos os cantos do país e abordam todos os aspectos.

Na litorânea e turística Cidade do Cabo, por exemplo, será construído um mural com o rosto de “Madiba” (como o ex-presidente é popularmente conhecido no país) com 29 mil latas de comida que depois serão distribuídas entre os pobres.

A Fundação Mandela, por sua vez, anunciou que contribuirá para a construção de 100 casas para os mais vulneráveis e até os partidos opositores têm hoje em suas agendas homenagens ao considerado “pai da nação arco-íris”.

– Enquanto o sol se levanta sobre a África, abraçamos a visão pela qual Nelson Mandela viveu e pela qual estava preparado para morrer – escreveu no Twitter a seleção sul-africana de rugby (os Springboks), cujos jogadores visitarão orfanatos, parafraseando uma citação do próprio Mandela.

Doações de cobertores para os sem teto, campanhas de coleta de lixo, recitais musicais, homenagens em escolas e palestras em universidades são outros dos incontáveis exemplos de iniciativas programadas para esta quarta, algo que tem sido constante a cada 18 de julho desde a morte do líder.

Nas redes sociais, as hashtags #MandelaDay e #Mandela100 acompanhavam citações célebres de Mandela e mensagens em memória do líder, escritas tanto por cidadãos anônimos como por celebridades e políticos internacionais.

– Nelson Mandela nunca abandonou sua esperança de “fazer do mundo um lugar melhor”. O inesquecível líder sul-africano nasceu em um dia como hoje há 100 anos – lembrou a UNESCO na sua conta no Twitter.

E não só África do Sul, mas também o resto do mundo estão convocados hoje, como a cada 18 de julho – Dia Internacional Nelson Mandela das Nações Unidas -, a dedicar 67 minutos para realizar boas ações, em lembrança aos 67 anos que “Madiba” dedicou à luta pela justiça social.

Mandela faleceu no dia 5 de dezembro de 2013, aos 95 anos. Entre outras distinções, recebeu em vida o prêmio Nobel da Paz.

*Com informações da Agência EFE

5 visualizações
  • Facebook Clean
  • Twitter Clean
  • LinkedIn Clean
  • Vimeo Clean
Facebook
Twitter
LinkedIn
Vimeo