top of page

Conselho Tutelar de Osasco recebe certificado em Brasília por uso do SIPIA


O Conselho Tutelar de Osasco, órgão vinculado à Secretaria Executiva da Infância e Juventude e do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), participou do 1º Encontro Nacional de Conselheiros Tutelares, realizado em Brasília, pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, do governo federal, entre os dias 28 e 30/3.

O encontro reuniu mais de 300 profissionais. Osasco foi representado pelas conselheiras tutelares Graziele Macedo (Região Centro), Rosa Amorim (Região Sul) e Rosemary Batista (Região Norte).

Na ocasião, o Conselho Tutelar de Osasco recebeu um certificado e uma medalha em destaque por utilizar o SIPIA (Sistema de Informação para Infância e Adolescência) e gerar diagnósticos para o município.

Esse sistema nacional de registro e tratamento de informações tem como base o Conselho Tutelar, cujo dados são agregados em nível municipal, estadual e nacional e se constitui em uma base única para formulação de políticas públicas de direitos da criança e do adolescente.

No dia 2/4, a Câmara Municipal de Osasco homenageou o Conselho Tutelar do município com uma moção de aplauso (nº00066/2022) em reconhecimento à premiação recebida do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O Encontro Nacional de Conselheiros Tutelares foi uma oportunidade de capacitação dos conselheiros com o intuito de promover melhorias, priorização e avanços no atendimento do sistema de garantia de direitos das crianças e adolescentes.

Foram realizadas mesas redondas e atividades debatendo questões sobre a proteção integral da criança e do adolescente, o papel da prevenção, da proteção e do enfrentamento às violações no desenvolvimento infantil e o Conselho Tutelar e suas interações, gerando o compartilhamento de experiências exitosas.

Segundo a secretária executiva da Infância e Juventude, Vitória Silvestre, "é essencial qualificarmos e ampliarmos o conhecimento, sobretudo, dos nossos Conselheiros Tutelares que atuam na ponta e na defesa dos direitos das nossas crianças e adolescentes”, ressaltou.

0 visualização
bottom of page