top of page

CPI da Enel avança na Alesp com aprovação de primeiro convite a um diretor da multinacional



Para o presidente do colegiado, a oitiva de Vincenzo Ruotolo será fundamental para compreender o que a Enel tem feito visando reparar os problemas detectados até o momento pela CPI

Na reunião desta terça (26), a CPI da Enel aprovou convite a Vincenzo Ruotolo, responsável pela área de Infraestrutura e Redes da distribuidora de energia elétrica que atua em 24 municípios paulistas. É o primeiro requerimento da CPI endereçado diretamente a um integrante da multinacional. A solicitação partiu do deputado estadual Thiago Auricchio (PL), presidente do colegiado. A Comissão investiga possíveis irregularidades e práticas abusivas cometidas pela Enel na prestação de serviços de fornecimento de energia elétrica na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP). De acordo com Auricchio, a oitiva de Ruotolo "será fundamental para compreender o investimento e o serviço que a Enel tem feito visando reparar os inúmeros problemas levantados pela CPI até o momento". Na mesma reunião, a CPI aprovou mais sete requerimentos, como o do deputado Carlos Cesar (PL) que encaminha questionários a entidades de classe sobre as consequências da interrupção no fornecimento da energia elétrica pela Enel. Como adendo ao ofício do parlamentar do PL, a relatora da Comissão, deputada Carla Morando (PSDB), sugeriu que a Associação Paulista de Supermercados (APAS) seja incluída na lista. A pedido de Morando, a CPI vai consultar a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) e associações comerciais e industriais da RMSP sobre a qualidade dos serviços prestados pela Enel. Missão em Brasília Nesta quarta (27), deputados da CPI da Enel irão a Brasília. A agenda inclui visita à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para debater a fiscalização da autarquia federal no tocante ao contrato com a distribuidora em São Paulo. A Aneel é o órgão regulador do setor elétrico brasileiro. Durante a reunião do colegiado, inclusive, foi aprovado o requerimento, protocolado por Auricchio e Morando, com 20 perguntas dirigidas ao diretor-geral da Aneel, Sandoval de Araújo Feitosa Neto. No roteiro da missão institucional, também está previsto um encontro dos deputados paulistas com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.


7 visualizações

Comments


bottom of page