top of page

Estudante de 16 anos é preso ao declarar que existe apenas dois gêneros



Foi preso por manifestar a presença de "meninos" nos banheiros femininos


No começo do mês passado, Josh Alexander, aluno de uma escola católica em Ontário, no Canadá, foi suspenso pela direção, por um ano, após afirmar que só há dois gêneros. Ao tentar voltar ao colégio, acabou preso e processado.

Tudo começou quando Alexander se manifestou durante um debate em sala de aula sobre o uso de banheiros femininos por trans. Ele se recusou ainda a chamar esses colegas por pronomes neutros, entre outros.

Em entrevista à Fox News, na sexta-feira 10, o jovem deu detalhes a respeito do caso.

“As alunas reclamaram comigo que estavam preocupadas, porque os homens estavam usando seus banheiros”, disse Alexander, ao jornalista e apresentador Tucker Carlson. “Isso se transformou em um debate na escola. Dei minha opinião e usei as Escrituras para apoiá-la.”

Alexander fez um apelo, ao vivo, para voltar a estudar e pediu respeito à sua fé. O advogado de Alexander, James Kitchen, disse estar “preocupado” com o cerceamento da liberdade de expressão no Canadá. O homem disse que esse “obstáculo precisa ser superado”.

“Achamos que houve discriminação religiosa com base nas crenças cristãs de Josh”, disse Kitchen, acerca do posicionamento de Alexander envolvendo a declaração segundo a qual só há dois gêneros. “Então, vamos apresentar uma queixa à Comissão de Direitos Humanos de Ontário.”

No começo do mês passado, Josh Alexander, aluno de uma escola católica em Ontário, no Canadá, foi suspenso pela direção, por um ano, após afirmar que só há dois gêneros. Ao tentar voltar ao colégio, acabou preso e processado.

Tudo começou quando Alexander se manifestou durante um debate em sala de aula sobre o uso de banheiros femininos por trans. Ele se recusou ainda a chamar esses colegas por pronomes neutros, entre outros.

Em entrevista à Fox News, na sexta-feira 10, o jovem deu detalhes a respeito do caso.

“As alunas reclamaram comigo que estavam preocupadas, porque os homens estavam usando seus banheiros”, disse Alexander, ao jornalista e apresentador Tucker Carlson. “Isso se transformou em um debate na escola. Dei minha opinião e usei as Escrituras para apoiá-la.”

Alexander fez um apelo, ao vivo, para voltar a estudar e pediu respeito à sua fé. O advogado de Alexander, James Kitchen, disse estar “preocupado” com o cerceamento da liberdade de expressão no Canadá. O homem disse que esse “obstáculo precisa ser superado”.

“Achamos que houve discriminação religiosa com base nas crenças cristãs de Josh”, disse Kitchen, acerca do posicionamento de Alexander envolvendo a declaração segundo a qual só há dois gêneros. “Então, vamos apresentar uma queixa à Comissão de Direitos Humanos de Ontário.”


Fonte: wknoticias

https://wknoticias.com.br/noticia/7513/estudante-de-16-anos-e-preso-ao-declarar-que-existe-apenas-dois-generos



18 visualizações
bottom of page