top of page

Família Acolhedora orienta interessados



O novo ano traz sempre novas oportunidades e desafios. Surgem desejos, propostas e até a vontade de ser voluntário em alguma ação social. Pensando nisso, a Secretaria de Assistência Social, da Prefeitura de Osasco, realizou, em sua sede, nos dias 7 e 15/2, palestra com futuros novos candidatos ao programa de Famílias Acolhedoras, que são pessoas comuns, mas que têm como missão contribuir com a transformação de vidas de crianças e adolescentes que vivem em casas de acolhimento institucional por determinação judicial, que precisaram ser separadas de suas famílias por estarem em situação de risco social (seja por negligência, abandono ou abusos).

O serviço de Família Acolhedora consiste na capacitação de famílias da comunidade para acolher em suas casas por um período indeterminado bebês, crianças, adolescentes ou grupos de irmãos em situação de risco pessoal e social, cuja família perdeu a guarda temporária por determinação judicial da Vara da Infância, até que haja a reintegração familiar ou adoção.

Ao invés dessas crianças ficarem num serviço de acolhimento institucional, ficam morando com uma família acolhedora, podendo ter um vínculo afetivo familiar durante o período de convivência e a Família Acolhedora recebe uma bolsa auxílio para ajudar nas despesas com o menor.

Em fevereiro do ano passado, a USP publicou uma cartilha em parceria com a SAS detalhando o programa, contribuindo para divulgar essa prática no Brasil.

Para aderir ao programa é preciso atender a alguns requisitos como: ter mais de 25 anos, não ter interesse em adoção, estar em boas condições de saúde física e mental, ter uma rede de apoio e disponibilidade para participar do processo de habilitação e das atividades do serviço, entre outros, e não precisa ser necessariamente ser só morador de Osasco.


Serviço

O programa é contínuo, foi instituído no município pela atual administração através da Lei Municipal nº 4927/2018 e regulamentado por meio do Decreto nº 11.936/2019, e atende crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, inseridos em medida protetiva de acolhimento.

Quem desejar obter mais informações pode entrar em contato com a coordenação da Família Acolhedora pelo telefone (11) 99689-6568 (WhatsApp) ou e-mail no familiacanguru.sas@osasco.sp.gov.br.




2 visualizações

Comentários


bottom of page