top of page

Nasce Moisés, o primeiro osasquense de 2024



Moisés da Silva Campos é o primeiro bebê de 2024. Ele nasceu na Maternidade Amador Aguiar, no Jardim Piratininga, aos 33 minutos do dia 1º de janeiro, com 3.180 quilos e medindo 52 centímetros. 

O parto foi normal. Os pais Sidneia Silva Pinto e Anderson Sousa Campos, moradores do Jardim D’Abril, festejaram a chegada do filho, que apresentou ótimas condições de saúde e adaptou-se bem ao ambiente extrauterino.  

Sidneia, primigesta e enfrentando uma gestação de alto risco, expressou sua gratidão à equipe pelo atendimento. Desde o início, o acompanhamento pré-natal na Casa da Mulher proporcionou o suporte necessário, aliviando as preocupações da mãe. "Confesso que tive medo, mas quando cheguei aqui e vi a equipe, eu disse: 'Meu Deus, já deu certo'. Meu coração sentiu paz, não tem explicação. Eles me apoiaram em tudo. Foi muito rápido, cheguei às 21h30 e às 0h33 Moisés nasceu, com saúde e todo o cuidado e amor", contou. 

O nome do pequeno é uma homenagem ao simbolismo bíblico, uma escolha que reflete o desejo da mãe desde sempre. Anderson Campos, já é pai do Arthur, de 4 anos. No próximo dia 6 ele completa 29 anos e ele comemora o crescimento da família. “É uma felicidade imensa poder acompanhar o parto, estar ao lado da minha esposa, acalmando-a. Foi uma emoção indescritível”, disse.  

A enfermeira Cláudia Preto, acompanhada na ocasião pelas auxiliares Cristiane, Ludmile, Claudizete e Jaqueline, e do neonatologista Dr. Lutufyo, emocionou-se. “Este foi meu primeiro plantão em que testemunho o nascimento do primeiro bebê do ano aqui na maternidade”. 

Dra. Marta Almeida, diretora técnica, e o Dr. Jorge Luís P. Namem, diretor geral, também tiveram a oportunidade de conhecer Moisés, e parabenizaram a família pelo nascimento. 

Em 2023, a Maternidade Amador Aguiar registrou 3.502 partos (até 31/12/23) totalizando 155.863 partos desde sua inauguração em 21/09/1996. A maternidade, vinculada à Secretaria de Saúde da Prefeitura de Osasco, é única no atendimento pelo SUS, sendo referência em gestações e partos de alto risco.  

Reconhecida como hospital-escola, designação concedida pelo Ministério da Saúde em 2017, a unidade atrai profissionais que buscam especialização em nascimentos humanizados, oferecendo também acesso a atendimentos ambulatoriais em instituições como a USP (Universidade de São Paulo) pelo Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza, da Faculdade de Saúde Pública, Hospital dos Servidores Públicos Estadual, e Hospital Pérola Byington.  

A unidade também é habilitada pelo Plano de Ação “Rede Cegonha” e ainda recebeu da Unicef o título de “Hospital Amigo da Criança”. 

A maternidade oferece uma ampla gama de serviços, incluindo UTI Adulto, leitos de UCI Neonatal, Casa da Mulher, Banco de Leite, Agência Transfuncional e uma ala dedicada aos cuidados das mães de prematuros. Além do atendimento humanizado, são disponibilizados leitos especialmente designados para garantir o conforto da mãe e do bebê. 

A UTI Neonatal é um espaço dedicado ao tratamento de prematuros e bebês que enfrentam desafios ao nascer. Nesse espaço, são oferecidos cuidados específicos, abrangendo áreas cruciais como respiração, sucção e deglutição, visando garantir um atendimento completo e dedicado aos pequenos pacientes desde os primeiros momentos de vida. 




7 visualizações
bottom of page