top of page

Novos conselheiros do Compod são empossados em Osasco



O prefeito de Osasco, Rogério Lins, participou segunda-feira, 11/09, da cerimônia de posse do Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Compod). O ato aconteceu no gabinete do chefe do Executivo e contou com as presenças do presidente da entidade Rafael Alves, da vice-prefeita, Ana Maria Rossi, do secretário de Governo, Sérgio Di Nizzo, demais conselheiros e representantes da Guarda Civil Municipal, da Polícia Militar e entidades sociais.

O conselho conta com 36 representantes (18 titulares e 18 suplentes), sendo 60% governo e 40% membros da sociedade civil. O mandato dos conselheiros é válido por dois anos. A próxima eleição acontece em 2024.

“Como governo, atuamos para servir o próximo e promover a igualdade social. Esse trabalho conjunto com as entidades sociais é fundamental, porque quando trazemos para perto erramos menos. Agradeço a todos os que fazem esse trabalho social em prol dos que mais precisam”, disse Lins.

Segundo Rafael Alves, o Compod realiza em parceria com entidades sociais cerca de 1.200 atendimentos psicológicos mensais, além de palestras em escolas sobre a prevenção contra o uso de álcool e drogas. “Esse trabalho é fundamental porque a região como um todo vive uma espécie de pandemia de drogas, inclusive entre adolescentes nas escolas. É algo muito preocupante. Então, é fundamental esse trabalho conjunto do Poder Público com a sociedade civil para melhorar esses ambientes também nas escolas. Também estamos nos aproximando das famílias em parceria com a Secretaria da Família, Cidadania e Segurança Alimentar para tratar desses temas com elas também”.

Até o final deste ano, Osasco deverá terá três Casas Terapêuticas, por meio de convênio firmado entre o governo do Estado e o Instituto de Recuperação Missão Amor (IRMA), que treinará as equipes de entidades sociais parceiras que atuarão no atendimento a pessoas em situação de rua (em situação de drogadição ou não). As casas terapêuticas funcionarão em Presidente Altino. Cada Casa Terapêutica contará com dois psicólogos, dois assistentes sociais, um pedagogo e oito educadores sociais.

O treinamento das equipes ocorrerá em Osasco e dele também participarão os profissionais de outras cidades da região e da Grande São Paulo. As Casas Terapêuticas também estão presentes em outras cidades paulistas, entre elas Guarulhos e Sorocaba.



3 visualizações

Commenti


bottom of page