top of page

Osasco é destaque na 2ª edição do Luppa Lab




Entre os dias 1 e 3 de fevereiro, a Prefeitura de Osasco foi mentora da segunda edição do Luppa Lab, no Hub Green Sampa, maior Laboratório para Sistemas Alimentares e Políticas de Segurança Alimentar do Brasil. O evento contou com a participação de 27 cidades do país engajadas em discutir e construir coletivamente políticas públicas voltadas ao tema da segurança alimentar e aos programas de sistemas alimentares sustentáveis, saudáveis e inclusivos.

Integraram a delegação osasquense, João Pucciarello Perez, diretor do Departamento de Segurança Alimentar, Marcelo Salera Ricci, diretor de Planejamento Estratégico, e Douglas Delgado, sociólogo e Gerente de Planejamento.

O Laboratório Urbano de Políticas Públicas Alimentares (LUPPA) é o maior laboratório de cidades para sistemas alimentares do Brasil. A iniciativa surgiu como ferramenta para apoiar cidades a desenvolverem e aperfeiçoarem o caminho para a construção das políticas municipais de segurança alimentar e nutricional, contribuindo para a qualidade de vida da população e com o Planeta.

A iniciativa promove o debate, discussão e a troca de experiências sobre temas voltados às agendas alimentares. O LUPPA é um projeto do Instituto Comida do Amanhã, em correalização com o ICLEI América do Sul com o apoio pleno do Instituto Ibirapitanga e do ICS (Instituto Clima e Sociedade), apoio especial da Delegação da União Europeia no Brasil, Embrapa e do WWF Brasil e apoio institucional da ACT Promoção da Saúde, Alimentação Consciente Brasil, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura - FAO Brasil e Humane Society International e parceria metodológica da Reos Partners.

A edição contou com a mentoria das cidades de Osasco, Curitiba, Recife, Salvador e São Paulo e das organizações: Cátedra Josué de Castro de Sistemas Alimentares Saudáveis e Sustentáveis da USP (Universidade de São Paulo), do CECANE (Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar) da UFAM (Universidade Federal do Amazonas), do GEPPAAS (Grupo de Estudos, Pesquisas e Práticas em Ambiente Alimentar e Saúde) da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, do GEPAD (Grupo de Estudos em Agricultura, Alimentação e Desenvolvimento) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), do Instituto Kairós Ética e Atuação Responsável e do Instituto Regenera.

No painel das cidades mentoras, João Pucciariello Perez apresentou os principais programas de segurança alimentar de Osasco. Ao longo de 2023 serão realizados atividades e apoio às cidades no desenvolvimento de políticas de segurança alimentar.

Além de Osasco, como cidade mentora, as cidades que participaram da imersão do LUPPA LAB: Abaetetuba, Alto Paraíso de Goiás, Alvarães, Anchieta, Araraquara, Barcarena, Belém, Bragança, Contagem, Curitiba, Eusébio, Jundiaí, Maracanaú, Maricá, Niterói, Nova Lima, Palmas, Pindamonhangaba, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Salvador, São Paulo, Santarém, Sobral, Vitória do Mearim.




3 visualizações

Comments


bottom of page