top of page

Osasco é uma das mentoras da segurança alimentar em cidades de 3 estados brasileiros


Osasco é cidade mentora do Laboratório Urbano de Políticas Públicas Alimentares (Luppa), vinculado ao Instituto Comida do Amanhã e Iclei América do Sul (Governos Locais pela Sustentabilidade), associação mundial de governos locais e subnacionais dedicados ao desenvolvimento sustentável.

No início de março, a cidade começou a prestar mentoria para os municípios de Araraquara/SP, Bragança/PA e Palmas/TO. Além de Osasco, integram o grupo de cidades mentoras, São Paulo, Curitiba, Salvador e Recife. Juntos, os cinco municípios apoiarão outras 27 cidades do Brasil em políticas públicas em sistemas alimentares e de segurança alimentar e nutricional.

Tal participação de Osasco no Luppa se deve à sua expertise e experiência acumulada nas ações desenvolvidas no Banco de Alimentos Municipal, Programa Nosso Futuro, Alimentação Escolar, Agricultura Urbana e no projeto de Hortas Pedagógicas nas escolas municipais, ferramenta do processo de ensino e aprendizagem dos estudantes e que tem parceria de empresas e instituições.

“Em Osasco realizamos uma série de intervenções propositivas em prol da segurança alimentar local e de apoio às cidades no desenvolvimento de políticas de segurança alimentar. A política pública se inicia através de um problema e isso demanda um trabalho conjunto entre o poder público e a sociedade civil”, pontuou João Paulo Pucciariello Perez, diretor do departamento de Segurança Alimentar e Nutricional de Osasco e líder do Banco de Alimentos.

Segundo Perez, no dia 26 de abril, está previsto, em parceria com a FGV/SP, um Seminário de Segurança Alimentar abordando o tema "Diálogos Intersetoriais Sobre Segurança Alimentar: Desafios e Inovações", que reunirá empresas, conselhos, negócios de impacto social, terceiro setor e órgãos públicos federais e estadual. O evento é gratuito e será realizado na sede da FGV, em São Paulo, com transmissão ao vivo pelo Youtube.

“Também segue a modernização do Banco de Alimentos. Em breve, as obras do órgão, localizado na Vila Pestana, terão início. Certamente, o Banco de Alimentos de Osasco será um dos mais modernos do País”, reforçou.

Balanço de ações

Osasco integra o Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana desde 2022, sendo uma das 11 cidades do País inseridas, entre 200 cidades do mundo, na agenda de compromissos voltada à sustentabilidade e segurança alimentar e Agenda 2030/ONU. Em 2022 participou do Fórum Global no Rio de Janeiro/RJ.

O município é conveniado com a WFP/Nações Unidas/ONU, maior agência humanitária do mundo, membro do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, e do Comitê Gestor da Rede Brasileira de Bancos de Alimentos, órgão de assessoramento do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

Semanalmente, o Banco de Alimentos, que tem parceria com as Universidades São Judas Tadeu, Anhanguera Osasco e FGV, recebe representantes de órgãos públicos das três esferas para conhecer e reproduzir projetos como o Banco de Alimentos, Agricultura Urbana e Hortas Pedagógicas, que colaboram na alimentação de diversas famílias.

Atualmente, o Banco de Alimentos de Osasco conta com 90 entidades sociais locais apoiadas e 15 empresas para manter o seu funcionamento, que atende mais de 3 (três) mil famílias por semana, ou seja 9 (nove) mil pessoas direta e indiretamente atendidas.

Além de todo esse compromisso com a sociedade civil, Osasco é gestora de dois conselhos municipais, o COMSEA (Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional) e Caisan (Câmara Intersecretarial de Segurança Alimentar) e possui o programa nosso futuro, que atende mais de 30 mil famílias através de transferência de renda para pessoas em situação de vulnerabilidade social e de insegurança alimentar.






0 visualização

Comentários


bottom of page