top of page

Osasco abre série de audiências públicas para elaboração do novo Plano Diretor


A Secretaria de Planejamento e Gestão da Prefeitura de Osasco realizou terça-feira, 12/09, no CEU José Saramago, a primeira audiência pública com o intuito de acolher opiniões e sugestões da sociedade civil visando a elaboração do Plano Diretor 2023 da cidade. As audiências acontecerão em duas etapas (confira datas, locais e horários no final do texto).

A participação popular é fundamental para contribuir com ideias e sugestões que irão moldar o desenvolvimento urbano de Osasco nos próximos anos e garantir que o município continue a crescer de maneira inclusiva, democrática e sustentável, de acordo com as necessidades e anseios da sociedade.

Ao final de todo o processo de discussões das audiências, projeto de lei será enviado para apreciação e votação no Legislativo Municipal.

Participaram da audiência os secretários Eder Máximo (Planejamento e Gestão), José Carlos Vido (Assistência Social), Lau Alencar (Transportes e Mobilidade Urbana), e técnicos de outras secretarias, além de representantes de entidades da sociedade civil.

Eder Máximo falou da importância da participação popular com a apresentação de propostas. “Isso é fundamental, para que sociedade e Poder Público construam juntos uma cidade mais justa e acessível para todos, pois esse é um plano de diretrizes para o desenvolvimento da cidade para os próximos anos”.

Conforme o que foi apresentado na audiência, um diagnóstico visando a elaboração do próximo Plano Diretor da cidade foi iniciado em 2017 com base no último estudo, de 2004. A partir do diagnóstico foram elaboradas propostas e, agora, com as audiências, ocorrerá a consolidação do plano.

O diagnóstico foi feito durante diversas reuniões envolvendo servidores de áreas técnicas de secretarias participantes, entre elas Planejamento e Gestão, Saúde, Educação, Meio Ambiente, Obras, Transportes e Habitação, e encontros setoriais, como por exemplo, com representantes de movimentos de moradias, sindicalistas, ciclo-ativistas, acadêmicos, empresários e entidades religiosas.




Diagnóstico

Alguns dos principais resultados do diagnóstico (espécie de retrato de momento da cidade) apontam, por exemplo, que a região central apresenta “potencial” em termos econômicos e equipamentos públicos; que há barreiras físicas a serem superadas, como uma nova ligação entre as zonas Norte e Sul, por meio da transposição do Rio Tietê e estação de trem; presença de lotes subutilizados; desenvolvimento econômico e social “muito desigual” entre as regiões; e pressão sobre o Meio Ambiente nos extremos da cidade, sobretudo na zona Norte, por conta de construções regulares e irregulares.

Confira os locais e horários das próximas audiências públicas:

Dia: 14/09 Horário: 19h

Local: CEU Zilda Arns Neumann

Rua Thêda Figueiredo Rega, 155 - Jardim Elvira

Dia: 13/11 Horário: 19h

Local: CEU José Saramago

Avenida João de Andrade, 1355 - Santo Antônio

Dia: 16/11 Horário: 19h

Local: CEU Zilda Arns Neumann

Rua Thêda Figueiredo Rega, 155 - Jardim Elvira




2 visualizações
bottom of page