top of page

Osasco fica em 1º lugar na classificação do Fundo Nacional de Mudanças Climáticas



O município de Osasco garantiu em primeiro lugar o repasse do Fundo Nacional de Mudanças Climáticas do Ministério de Meio Ambiente, através do Edital MMA nº 1/2022 FNMC. A cidade somou 36 pontos, e foi seguida por São Carlos/SP (35 pontos) e Chapecó (SC), 29 pontos.

O Fundo Clima é um instrumento de Política Nacional sobre Mudança do Clima proposto pelo Ministério do Meio Ambiente, com o objetivo de garantir recursos para apoio a projetos ou estudos e financiamento de empreendimentos que tenham como objetivo a mitigação das emissões de gases poluentes e a adaptabilidade dos ecossistemas às mudanças climáticas.

O Departamento de Planejamento, Gestão e Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Osasco, com o apoio do Departamento de Suporte ao Planejamento, da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), submeteu um projeto ao edital buscando potencializar o desenvolvimento sustentável e a adaptabilidade da cidade às mudanças climáticas com a implementação de três produtos.

O primeiro deles buscará identificar as fontes emissoras de poluentes na atmosfera, a partir da realização do Primeiro Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa para o Município de Osasco. O projeto permitirá visualizar quanto a cidade, para então calcular as atividades mitigadoras, ou seja, que irão neutralizar essas emissões.

O segundo produto compreende a ampliação das áreas verdes, com o plantio de árvores em áreas degradadas, prevendo o monitoramento posterior a fim de se certificar da contribuição dos exemplares arbóreos para sequestrar o gás carbônico emitido pelos veículos automotores, por exemplo.

O terceiro produto será o desenvolvimento de um estudo de viabilidade para a implementação das Infraestruturas Verdes em um bairro piloto da cidade, que garantirá a ampliação da área permeável e possibilitará a infiltração da água da chuva no solo, não só abastecendo o lençol freático, mas também diminuindo as chances de alagamento no local.

O projeto submetido ao Edital MMA nº 1/2022 FNMC e aprovado pela Comissão Gestora do Fundo Nacional construirá ferramentas para a cidade mitigar e adaptar-se frente aos eventos climáticos extremos, entre eles as fortes chuvas, inundações, deslizamentos de terra e insegurança alimentar, que afetam principalmente a população vulnerável.

De acordo com Beatriz Sanchez, gestora ambiental, o “município está passando por um processo acelerado de crescimento, o que torna a discussão sobre a reversão das mudanças climáticas algo necessário. Este projeto é a prova que estamos nos mobilizando para adaptar a cidade frente aos eventos climáticos extremos”, disse.


Já o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fábio Grossi, completou que com a equipe técnica da secretaria, Osasco conseguiu avançar em vários setores. “O município ser classificado em primeiro lugar no Fundo Nacional de Mudanças Climáticas mostra que estamos no caminho certo. Tenho certeza de que o trabalho que estamos desenvolvendo em várias frentes garantirá não só outros prêmios para a cidade, mas também mais qualidade de vida ao osasquense”, finalizou.




4 visualizações

Comments


bottom of page