http://www.gazetaevangelica.com/googlefaae1f9cd3a61287.html http://www.gazetaevangelica.com/googlefaae1f9cd3a61287.html

Osasco implanta Estação de Higienização no Centro



A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria de Saúde, implantou a 1ª Estação de Higienização na região central da cidade, em frente à CPTM. A estação, que começou a sua operação nas primeiras horas da segunda-feira, 13/4, é mais uma medida de combate à pandemia do coronavírus.

A estação, montada sob tendas, borrifa um vapor sobre as pessoas. Trata-se de um composto formado basicamente por um extrato vegetal, acrescido de hipoclorito de sódio numa diluição bem baixa com água, acompanhando as especificações do Conselho Federal de Química, que integra o Technical Brief, da Organização Mundial de Saúde, no enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Assim que deixa as escadarias da estação da CPTM, o munícipe recebe orientações de funcionários sobre como se comportar embaixo das tendas. Ao passar pela Estação de Higienização, o cidadão é orientado a abrir os braços. O composto higieniza roupas, pertences pessoais – como bolsas, mochilas e sacolas -, além dos sapatos.

“Fiquei com receio de usar, mas os funcionários explicaram, então achei interessante o processo. O sistema deveria ser levado para outras áreas da cidade”, defendeu a dona de casa Sandra Thomás, 37 anos. O mecânico Oswaldo Guerreiro, 32, também aprovou a Estação de Higienização. “O transporte público continua lotado e ainda há muita gente na rua. São pessoas que não precisam sair, mas insistem em desrespeitar o isolamento”, disse.

A região central foi a escolhida para receber a 1ª Estação de Higienização da cidade pois tem registrado a movimentação de cerca de 80 mil pessoas/dia. Antes da quarentena, o movimento na região atingia até 350 mil pessoas/dia. A prefeitura pretende ampliar as estações de higienização. Além do Centro, a administração implantará o mesmo serviço no lado de Presidente Altino e outros locais, ainda em definição.

“Não temos medido esforços no combate ao coronavírus. Temos buscado alternativas para reduzir a disseminação do vírus. No entanto, ainda enfrentamos dificuldades do entendimento da população, que insiste em não respeitar o isolamento social, sendo que o isolamento é uma das medidas mais importantes no combate ao vírus”, disse o prefeito Rogério Lins.

DESINFECÇÃO

A Prefeitura mantém também a operação de desinfecção dos locais onde há grande movimentação de pessoas na cidade, como portas de estabelecimentos comerciais, pontos de ônibus, proximidades das unidades de saúde, quadras, praças e ruas.

A solução aplicada pelos profissionais é um composto de água, cloro e desinfetante.




8 visualizações
  • Facebook Clean
  • Twitter Clean
  • LinkedIn Clean
  • Vimeo Clean
Facebook
Twitter
LinkedIn
Vimeo