top of page

Osasco realiza mutirão de prova de função pulmonar


A Prefeitura de Osasco, por meio da Secretaria da Saúde, em parceria com a Boehringer Ingelheim, promoveu entre os dias 27 a 31/03, o mutirão de prova de função pulmonar. A ação foi realizada na Policlínica Zona Norte e atendeu 800 pacientes com mais de 40 anos e que já contavam com pedido médico.

Cinco consultórios na Poli Norte foram disponibilizados para a realização dos testes que mostram como os pulmões estão funcionando e avaliam o desempenho respiratório do paciente e auxiliam no diagnóstico e acompanhamento de doenças como a DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), asma, enfisema e fibrose.

A Prova de Função Pulmonar é realizada em duas etapas e dura em média 10 minutos cada. Ele é feito da seguinte forma: o paciente senta na cadeira, o técnico em exame de prova de função, coloca um clipe no nariz, para manter as duas narinas fechadas, na sequência é colocado uma espécie de máscara em sua boca e é instruído a respirar fundo, prender a respiração por alguns segundos e depois expirar o mais forte possível na máscara respiratória.

Os laudos ficarão disponíveis 15 dias após realização do exame e o paciente deve agendar retorno com pneumologista na própria Policlínica, para receber o diagnóstico e iniciar o tratamento necessário.

A diretora geral da Atenção Secundária à Saúde (Policlínicas e CAPs), Vanderleia de Abreu Araújo Adriano, destacou que Osasco apresentou uma demanda reprimida para o exame porque durante a pandemia sua realização foi interrompida. “Agora, diante do bom desempenho dessa primeira ação, já iniciamos os estudos para a segunda edição do mutirão para os próximos meses”.

As consultoras da Boehringer Ingelheim, Mariana Potenza, Juliana Campos e Laura Maciel acompanharam a realização do mutirão.


13 visualizações

Comments


bottom of page