top of page

'Soli Deo Gloria': atleta olímpico recorde dá glória a Deus



Tatjana Schoenmaker - uma nadadora olímpica da África do Sul - quebrou recordes esta semana nos 200 metros de peito feminino e está usando seu sucesso para apontar outras pessoas a Deus.

O nadador estabeleceu um novo recorde olímpico na quarta-feira na rodada preliminar com o tempo de 2: 19,16. Já na sexta-feira, ela conquistou o ouro no evento, estabelecendo novo recorde mundial com o tempo de 2: 18,95.

O atleta olímpico de 24 anos bateu mais um recorde nas eliminatórias para os 100 metros peito com o tempo de 1: 04,82. Ela acabou conquistando a medalha de prata no evento de segunda-feira, informou a Sportsnet .

Em todas as suas competições em Tóquio, Schoenmaker usou - sob sua touca de natação verde da África do Sul - outra que proclama sua fé.

O boné branco que o atleta está usando apresenta um peixe Jesus azul com a frase “Soli Deo Gloria”, que significa “Glória somente a Deus”, impressa na lateral.

Schoenmaker já usou sua plataforma para discutir sua fé cristã antes.

Em uma postagem no Instagram na semana passada, ela postou uma oração enquanto viajava para Tóquio para os Jogos Olímpicos de verão.

Tatjana Schoenmaker conquistou a medalha de ouro e estabeleceu um novo recorde nos 200 metros de nado feminino, com o tempo de 2:18,95, na última quarta-feira, 28 de julho.


A atleta acredita que foi sua fé que a ajudou a conquistar um feito significativo na competição, além de sua vitória significar o fim de um ciclo de quarto de século de seca do ouro para as mulheres sul-africanas na piscina.

Tatjana ficou em primeiro lugar no duelo com a americana Lilly King quebrando um recorde mundial que durava oito anos: “Sinto que ainda não caiu bem”, disse ela sobre ainda não ter a compreensão exata do que havia conquistado.

Um dia antes, a atleta de 24 anos havia conquistado a prata nos 100 metros de nado peito.


De acordo com informações da agência Reuters, Tatjana apareceu em sua entrevista coletiva após sua vitória com uma touca que trazia uma a frase em latim Soli Deo gloria e o símbolo do peixe Ichthus (do grego antigo, que significa “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”).

A mesma frase estava estampada na touca que ela usou sob a touca oficial da delegação sul-africana durante a prova que resultou em seu recorde olímpico.

“Realmente apenas foco em todas as provas, para me concentrar em mim mesma e acreditar que o poder de Deus virá. Quer isso signifique que vou por último ou não, contanto que eu me concentre e saiba que fiz tudo do meu lado e Deus fez o resto, acho que teria saído daqui com tanta paz, não importa qual fosse o resultado”, afirmou a atleta.

Ela acrescentou que sabia pouco sobre a liderança da nadadora americana na primeira metade da prova, até que a dupla completou a curva final e trocou um breve olhar sob a água: “Eu estava realmente tentando me concentrar na minha própria prova, acho que a única vez que eu estava fora da minha própria pista foi quando viramos juntas. […] Ela definitivamente me empurrou [para tentar vencer]”, descreveu.

Rindo, Lilly King disse: “Sim, olhamos uma para a outra”. A americana havia sido campeã olímpica no Rio de Janeiro em 2016 nos 100 metros, e descreveu o desempenho da nadadora cristão como “incrível”.





Cinco solas da Reforma

A frase Soli Deo gloria é a quinta de uma série de “cinco solas” usadas por Martinho

Lutero para embasar e sintetizar suas teses teológicas contra a Igreja Católica no início da Reforma Protestante.

As frases são Sola Scriptura (Somente a Escritura), Solus Christus (Somente Cristo), Sola Gratia (Só a Graça), Sola Fide (Só a Fé) e, por último, a que foi usada pela nadadora sul-africana, Soli Deo Gloria (Glória somente a Deus).




Коментари


bottom of page