top of page

Enfermeira e médico do SAMU Osasco participamde missão do SUS em Terra Yanomami



A partir de segunda-feira, 18/3, dois membros do SAMU Osasco participam de missão voluntária em território Yanomami. Eles foram convocados pela Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS). A enfermeira Érika Nascimento Galdino, coordenadora geral do SAMU Osasco, e o médico João Paulo Negretti Reis Moraes, coordenador-médico do SAMU Osasco, vão compor a missão até o dia 1º de abril.

 

A gerente administrativa, Elaine Franco Calciolari, estará no comando do SAMU Osasco durante esse período de missão da coordenadora Érika.

 



A missão visa fornecer apoio técnico na Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) aos povos indígenas que habitam áreas afetadas pelo garimpo ilegal na Terra Yanomami. A região enfrenta um aumento significativo de casos graves de Doença Diarreica Aguda (DDA), uma condição que, se não tratada, pode levar à morte, além de surtos de malária.

 

Érika e João Paulo se unirão a outros profissionais voluntários de todo o Brasil no Polo Base Surucucu, coordenados pela Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES), por meio da Coordenação-Geral da Força Nacional do SUS (CGFNS/DAHU/SAES/MS) do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência (DAHU).

 

Esta não é a primeira vez que os profissionais de Osasco se envolvem em missões desse tipo. Eles já possuem experiência no local e estabeleceram laços sólidos com as comunidades indígenas. Para Érika será sua segunda missão, enquanto para João Paulo será a terceira.

 

Durante a missão, os profissionais estarão em uma variedade de atividades, incluindo atendimento básico e avançado de saúde, exames, administração de medicamentos e transferências de pacientes para hospitais em casos mais graves, como o Hospital Geral de Boa Vista, capital de Roraima.

 

"Para mim e para o João essa missão significa muito. Além de uma lição de vida, é uma oportunidade de aprendizado, pois estamos lidando com uma cultura completamente diferente da nossa. Nosso objetivo é oferecer atendimento de saúde de qualidade, aproveitando nosso conhecimento profissional. Ser voluntário nesta missão é uma grande honra", comentou Érika Galdino.

 

O secretário de Saúde de Osasco, Fernando Machado, ressaltou a importância dessas missões, afirmando que “é uma grande honra para a cidade contar com profissionais de saúde capazes de contribuir de forma significativa com os povos indígenas em uma missão tão nobre”.

Texto: Olga LiottaImagens: SS/PMO

10 visualizações

Kommentare


bottom of page