top of page

Reunião entre Rússia e Ucrânia para negociar fim da guerra será nesta quinta


Igrejas do Brasil e do mundo oram para o fim da guerra

A segunda rodada de negociações entre Ucrânia e Rússia foi adiada para esta quinta-feira (3/2). Segundo a agência russa Tass, o encontro inicialmente previsto para hoje, foi para possibilitar a chegada da delegação ucraniana a Belovezhskaya Pushcha, na região de Brest, próxima a Polônia. As negociações entre os dois países devem colocar a possibilidade de um cessar-fogo na agenda. “Esperamos os executivos ucranianos amanhã, já estão a caminho”, afirmou o líder prova delegação russa, Vladimir Medinski. Segundo a mesma fonte, o exército do país governado por Vladimir Putin está também providenciando um corredor de segurança para a delegação ucraniana. De acordo, com várias agência de notícias russas, estará em cima da mesa um possível cessar-fogo.


Igrejas em oração

As igrejas do Brasil desde oinício da guerra levantaram em orações um clamor à Deus. O pastor Anatoliy Shmilikhovskyy clamou aos cristãos no Brasil para que se juntem à Igreja Ucraniana em oração e jejum.


O missionário brasileiro Anatoliy Shmilikhovskyy está pedindo oração e jejum pela Ucrânia. (Foto: Facebook/Anatoliy Shmilikhovskyy


“O que precisamos agora é a oração da Igreja Brasileira”. Disse Anatoly

Desde o dia 24 de fevereiro após a Rússia iniciar um ataque em larga escala à Ucrânia, o missionário brasileiro, que vive na cidade ucraniana de Lviv, no leste do país, pediu orações à Igreja no Brasil.

O líder batista Anatoliy Shmilikhovskyy fez uma live em sua conta no Facebook, relatando a situação atual na Ucrânia.

  • Um grupo se reuniu na Praça Floriano Peixoto, no Bairro Santa Efigênia - BH.

Avivamento da Fé


Para o Pastor Dejair Batista Silvério, líder mundial do ministério Avivamento da Fé, a igreja é a peça fundamental para um cessar fogo entre estes dois países, evitando mais derramamento de sangue. "Oramos para que estes líderes tenham mais amor pela vida, e venha realmente se converter na pessoa de Jesus Cristo; Ele é a nossa paz, somente através da oração em o nome de Jesus Cristo teremos uma intervenção divina, oremos!" Completou o Pastor.


No Portal da Igreja Adventista do Sétimo Dia:

"A constância das guerras obriga a igreja a pensar a respeito de como se relacionar com esse mal social. Nesse ambiente particular, a principal função da igreja é promover e apoiar a paz e a reconciliação (cf. Mt 5:9). É assim que a igreja luta contra a guerra, uma tarefa interminável em um mundo de rebelião e agressividade. A igreja deve sempre estar disposta a servir a ambas as partes envolvidas em um conflito potencial ou real, na tentativa de evitá-lo ou de pôr fim a ele".






Comentarios


bottom of page